Atualizações recentes
  • Como é difícil passar para outras pessoas, informações que carreguem : legitimidade, modicidade , alto grau de atração e em uma linguagem que seja acessível a todos, será que ja estamos condicionados a buscar informações a meios já consagrados socialmente? Ou ainda buscá-la apenas quando eu tiver uma necessidade específica dela?
    Será que nós preocupamos mais com o que nós será útil ou apenas o que nos dá prazer?
    Temos a noção de que buscar conhecimento pode alargar nosso coração e mente? Ou estamos buscando somente uma realização imediata para o diletantismo do entretenimento ?
    Seria possível conciliar estas duas áreas em uma única linguagem?
    Se sim, um texto caberia nisto? Um vídeo seria um estímulo mais interessante? Um áudio um meio termo a ambos?
    São perguntas que quem as puder responder terá feito um grande êxito a geração
    1 0 Comentários 0 Compartilhamentos
  • Sistema pedagógico
    Sempre que lembro, pergunto ao meu filho quase todos os dias o que ele apreendeu na escola, recebo repostas monossílabicas ou lacônicas quase todas as vezes, foi então que ao invés de indagar o que ele aprendeu eu pergunto o que ele pode me ensinar relativo a seu dia , isso muda consideravelmente o seu interesse sobre o assunto é o que era módico passou a ser repleto de conotações e detalhes nas nossas conversas
    0 0 Comentários 0 Compartilhamentos
  • Morte
    Ao criar este tópico fiquei um pouco perdido em relação a qual grupo de conhecimento iria posta-lo: Biologia? Educação Cristã, filosofia, conhecimentos gerais ou saúde enfim apesar de tantos contributos a muitas esferas de estudo, pouco ou quase nada é falado sobre o assunto,passei anos na escola formal e até mesmo na escolastica e praticamente nada de substancial foi me passado...
    Este fim de semana faleceu um parente próximo, apesar de ser aderente, sua morte chamou a atenção do meu filho, e em meios as minhas divagações para dar uma explicação para ele, percebi a exiguidade a qual abordamos o tema, é bem provável que tenhamos obrigatoriamente que mensurar e até mesmo explicar algo dessa natureza a nossos filhos em algum momento da vida, entretanto não devemos esperar o momento do ato para expor a eles este inexorável destino de todo ser que vive, inclusive de quem amamos...
    Ou será que o tema é por demais espinhoso para que antecipemos está delicada tarefa ?
    O que vcs acham?
    0 0 Comentários 0 Compartilhamentos
  • pensamento aristotélico
    Já repararam na natureza em relação a sua harmonia como um todo?
    Vejam o sapo que come insetos por exemplo com isso ele controla a multiplicação de insetos e assim contribui para o equilíbrio da vida em todo planeta. E o vento por assim dizer quando o "vento venta" arrefece o calor do dia e também poliniza as flores deixando o mundo mais ameno e mais bonito!
    E o que dizer então dos rios, das arvores, dos animais em geral, perceba que todos fazem seus papeis de maneira impecável e perfeita e o que é mais admirável é que fazem o que fazem sem o menor esforço, é como se tivessem uma programação inerente em si mesmos que os permitissem em tais ações nunca ou jamais errarem, as vezes chamamos isto de instinto, natureza, inatismo etc.
    Isto é realmente incrível! Mas e nos, homens, também somos assim, afinal somos parte da natureza dividimos o mesmo planeta com tudo isto que acabamos de mencionar, será que temos o mesmo comportamento? Há em nos um instinto que nos permita sermos o que nascemos para ser? quando vivemos em que sentido contribuímos para o bem e a harmonia de todos? Ate que ponto somos parecidos com outros habitantes deste mundo, me refiro aos animais genericamente?
    porque os filhotes e tudo que se renova no globo terrestre já tem e já sabe tudo que precisa para poder viver para o resto de suas vidas e nós precisamos apreender quase tudo para vivermos nossas vidas?

    Bem; escrevi este texto, para compartilhar com vocês a forma que descobri para lecionar um dos pensamentos mais consagrados na filosofia ao meu filho de 7 anos, se trata do que os gregos chamavam de Eudaimonia , pensamento postulado pela cultura Helênica entre outros por Aristóteles, o maior nome na filosofia juntamente com kant no campo da ética, com denso e fecundo conteúdo para refletir e elucubrar sobre diversos campos epistemológicos da historia humana. As respostas aos questionamentos não só aguça o desejo do aprendizado como concede a criança uma maturidade intelectual desde os primeiros anos, espero em momento posterior poder postar a continuidade em relação a este conteúdo como outros que apesar de complexo podem ser pedagogizados e personalizado a linguagem infantil....
    0 0 Comentários 0 Compartilhamentos
Mais Posts